Correio dos Campos

Consamu abre investigação e médica que atendeu criança na UPA é afastada

9 de Maio de 2020 às 08:52
(foto: Catve)

A médica que atendeu a menina de cinco anos na UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) da Avenida Tancredo Neves, em Cascavel, foi afastada das atividades até que seja concluída a investigação. A apuração dos fatos é feita pelo Consamu (Consórcio de Saúde dos Municípios do Oeste), pois eles gerenciam a unidade.

A família acredita que houve negligência no atendimento, já que a pequena Ana Paula de Lima Navarro, de 5 anos, morreu aproximadamente 24 horas depois de ser atendida na unidade e ser medicada para gases, mas o laudo do IML (Instituto Médico-Legal) apontou que a vítima morreu em decorrência de apendicite aguda. Ela estava, conforme laudo, com abdômen inchado, com inflamação grave, apêndice perfurada, o que provocou o choque séptico que levou a morte.

O Consamu que é responsável para direção da UPA informou que recebeu o oficio da Prefeitura de Cascavel pedindo esclarecimentos sobre a morte de Ana. Dois médicos e um servidor da área administrativa fazem parte da Comissão de Avaliação que vai investigar o caso.

Os servidores vão apurar a circunstâncias do atendimento e avaliar os documentos que constam em arquivos da UPA. Ao fim da apuração será feito um relatório conclusivo sobre o atendimento e eventual responsabilidades dos profissionais que a atenderam e tudo será encaminhado ao Ministério Público.

Fonte: Catve