Correio dos Campos

Pacientes celebram recuperação após internamento pela Covid-19: ‘Nunca pensei passar por isso’

Paraná tem mais de 1,1 mil pacientes recuperados do novo coronavírus; técnica de enfermagem de Cascavel ressalta importância dos cuidados contra o avanço de casos
8 de Maio de 2020 às 18:28
Nilva, de 70 anos, recebeu alta após internamento por Covid-19 no oeste do Paraná — Foto: Reprodução/RPC

G1 – Pacientes que receberam alta hospitalar e voltaram para casa após dias de internamento por causa do novo coronavírus no Paraná comemoram a recuperação e comentam alívio por terem superado a doença.

De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 1.210 pessoas foram considerados recuperados da Covid-19 no estado, até esta sexta-feira (8).

Em Cascavel, na região oeste, a técnica de enfermagem Luciana dos Santos Melo, que trabalhava em uma ala de atendimentos a pacientes infectados, foi diagnosticada com a doença. Ela recebeu alta após vários dias em tratamento.

“A gente sempre pensa que você vai cuidar e não que alguém vai ter que te cuidar. Depender de alguém para banho, para colocar comida na boca. Nunca pensei passar por isso. É uma sensação muito ruim”, comentou.

Ela contou que, por ter quadro clínico de rinite, ao sentir os primeiros sintomas do coronavírus, demorou a acreditar que havia sido infectada. Após apresentar falta de ar e dor no peito, ela desconfiou, e procurou atendimento.

“Me cuidei muito, mas imaginava que isso era só mídia, que não era verdade. Quem puder ficar em casa, que fique. Eu não desejo essa doença para ninguém”, concluiu.

Nos próximos dias Luciana deve volta ao trabalho no hospital. Ela conta que pretende levar a experiência que viveu para o cuidado com os pacientes.

Em Assis Chateaubriand, também na região oeste, dona Rosa, de 59 anos, também comemorou. Ela reencontrou, mesmo que de longe, a família e os amigos, após receber alta do hospital.

Rosa tem diabetes e pressão alta, mas nunca havia sido internada. Foram nove dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Foi mais legal a hora em que eu cheguei aqui e vi meus netos, meus filhos, vi todos os vizinhos me esperando”, comentou a paciente.

A nora dela, Neide da Silva, relatou que a família foi surpreendida com o diagnóstico da Covid-19. “A dona Rosa é uma pessoa muito batalhadora, muito ativa. Quando ela ficou doente, foi um susto, por que a gente não esperava”, contou.

“A gente só tem a agradecer. Graças a Deus ela venceu o coronavírus”, completou a nora.

Também na região oeste do estado, outra paciente comemora a volta para casa. Nilva, de 70 anos, recebeu alta após passar 26 dias na UTI. Ela não possuía nenhum outro problema de saúde.

“Foi um exemplo de força, de determinação, de resistência. Ela passou por um período muito ruim. Além de ter tido o quadro de infecção, teve complicações durante o processo “, disse o genro Ricardo Acácio dos Santos.