Correio dos Campos

Secretaria de Saúde se reúne com bancos e lotéricas para debater sobre atendimentos, filas e aglomerações

7 de Maio de 2020 às 10:58
divulgação

COM ASSESSORIAS – A Secretaria de Saúde esteve reunida com representantes de agências bancárias e casas lotéricas do município na tarde de quarta-feira (6) para discutir sobre atendimento, presença de público, filas e soluções para aglomerações. Nove estabelecimentos estiveram presentes na reunião, que também contou com a presença da secretária de Saúde, Fabiani Bach Czelusniak, e profissionais que compõem a sala de situação de enfrentamento ao coronavírus.

De acordo com Fabiani, o assunto abordado na reunião é recorrente nos debates realizados pelos profissionais da saúde. “As aglomerações nas filas são um grande problema que precisamos resolver. Por isso chamamos os representantes dos bancos e lotéricas para debater o assunto com nós, para ver no que eles podem nos auxiliar nesta questão e para juntos acharmos uma solução”, disse a secretária.

Os representes dos bancos e lotéricas relataram ter controle da situação dentro das agências, onde são respeitadas todas as medidas recomendadas pela Secretaria de Saúde e pelo Ministério de Saúde, porém o grande problema está nas filas formadas para fora dos estabelecimentos.

Eles relataram que antes mesmo da abertura das agências, as filas já estão formadas nas ruas, e na maioria das vezes desorganizadas. Na agência da Caixa Econômica Federal, por exemplo, na qual ocorre o pagamento da Auxílio Emergencial, são atendidas diariamente de 300 a 400 pessoas, porém só nove podem entrar na agência simultaneamente e o restante fica aglomerada em fila nas proximidades.

Angela Haas Dias, integrante da equipe da vigilância sanitária, lembra que por muitas vezes a fiscalização vai até os locais das filas e dá dicas para as pessoas se prevenirem, porém muitos não respeitam. “Podemos ver principalmente o desrespeito no distanciamento e no uso das máscaras. Orientamos para que todos fiquem pelo menos 1,5 metros de distância dos outros e para que usem máscara a todo o momento, mesmo estando na rua. Precisamos de mais conscientização por parte das pessoas”, relatou.

Vale ressaltar que o uso da máscara é previsto em Lei Estadual nº 20.189, sancionada no final do mês de abril, que determina o uso do equipamento em ambientes de uso coletivo, públicos e privados, e também no decreto municipal 13.604, o qual estabelece o uso obrigatório de máscaras, para toda a população, em qualquer ambiente, tanto para acesso aos serviços essenciais como não essenciais, a fim de evitar a transmissão comunitária da Covid-19.

Algumas agências com menores fluxos de clientes estão optando por realizar agendamento de horário como prática para combater as aglomerações. Os cliente só são atendidos no exato horário previamente marcado por telefone ou mensagem, ou seja, não precisa formar fila para receber atendimento.

Para colaborar no enfrentamento aos coronavírus, os representantes dos bancos e lotéricas fizeram algumas recomendações aos clientes. Quando possível usar o cartão de débito em seus pagamento e evitar sacar dinheiro a todo o momento, ir nas agências em horário de atendimento somente quem precisar de ajuda ou atendimento presencial, tentar ir nas agências em horários alternativos, visto que os terminais de autoatendimento funcionam até o período da noite, e ir sozinho até as agências, evitando levar amigos e familiares como companhia.

A secretária de Saúde voltou a falar sobre a situação do coronavírus no município e disse que caso as pessoas não se conscientizem, a situação de horário e abertura de estabelecimentos pode sofrer alterações. “Precisamos de conscientização de todos, tanto para usar máscaras, respeitar a formação das filas e respeito com as regras de etiqueta respiratória. No sul do país devemos ter um pico da doença nos meses de junho e julho, devido à queda da temperatura, e por isso temos que nos cuidar para evitar ao máximo o número de casos e não sobrecarregar o sistema de saúde. Caso todos respeitem as regras, podemos passar por este período com controle, porém caso não respeitem, teremos que adotar medidas mais rígidas”, disse Fabiani.

IPTU prorrogado

As parcelas do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), com vencimento nos meses de maio e junho, tiveram seus vencimentos prorrogados. A medida visa minimizar os efeitos da crise da pandemia do coronavírus para a população em geral, além de evitar aglomerações em bancos e lotéricas para a realização do pagamento.

De acordo com decreto municipal, estão prorrogadas as datas de vencimento do IPTU 2020, dos contribuintes pessoas físicas e jurídicas, de duas formas: o IPTU cuja parcela tenha vencimento original em 10 de maio de 2020, tem seu vencimento prorrogado para 20 de setembro de 2020; e o IPTU cuja parcela tenha vencimento original em 10 de junho de 2020, tem seu vencimento prorrogado para 20 de outubro de 2020. As demais parcelas do IPTU 2020 permanecem com as datas de vencimento mantidas.